Tag Archives: Cinzas

#154 Cinzas: sinal de penitência e arrependimento

5 Mar

Com a Missa da Quarta-feira de Cinzas se inicia nossa caminhada Quaresmal rumo à Páscoa!

As cinzas que colocamos em forma de cruz sobre as nossas cabeças é sinal de penitência e arrependimento.

Introduzidos na Quaresma, tempo de conversão e de preparação para a Páscoa do Senhor, procuremos trilhar o caminho da conversão proposto pelo evangelho para que possamos celebrar de coração purificado o mistério pascal de Jesus Cristo.

LifeTeen-Joel-2-13

“Agora, diz o Senhor, voltai para mim com todo o vosso coração, com jejuns, lágrimas e gemidos; rasgai o coração, e não as vestes, e voltai para o Senhor, vosso Deus; Ele é benigno e compassivo, paciente e cheio de misericórdia, inclinado a perdoar o castigo.”

(Joel 2, 12-13)

As cinzas estão associadas ao luto e tristeza. No Antigo Testamento, as pessoas usavam as cinzas como um sinal externo de seu arrependimento interior (Leia: Daniel 9,3-6).

Hoje a Igreja nos traz essa celebração para que possamos proclamar publicamente a nossa intenção de morrer para nossos desejos mundanos e viver ainda mais à imagem de Cristo, que era manso, humilde e misericordioso.

Que as cinzas e a quaresma não sejam uma simples tradição ou obrigação. Faça desse tempo uma época significativa. Procuremos crescer na caridade, fortalecer-nos na oração e praticar o jejum.. Reconheça-se como pecador e interiorize a busca pela conversão. Não deixe a quaresma passar “batido”, sem gerar alguma mudança no seu interior!

“Buscai o Senhor, já que ele se deixa encontrar; invocai-o, já que está perto.”

(Isaías 55, 6)

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Uma “curiosidade”: As cinzas utilizadas na quarta-feira de cinzas são feitas da queima daquelas folhas de palmeira abençoadas no Domingo de Ramos do ano anterior. As cinzas são aspergidas com água benta, geralmente são perfumadas com incenso, e depois abençoadas! Você sabia?

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Leia também esse texto super interessante: Por que os católicos colocam cinzas em suas cabeças na Quarta-feira de Cinzas? (Em inglês) 

#121 Caminhando rumo à Páscoa

17 Fev

A Quaresma é tempo de intensa oração e busca de conversão, no desejo de superar aquilo que não está de acordo com o que Jesus Cristo viveu e ensinou.

O rito das cinzas é apenas o primeiro passo desta grande caminhada de conversão que, durante 40 dias, somos chamados a fazer. Ele nos recorda que somos pó e que, sem a graça de Deus, não somos nada.

Neste tempo quaresmal, somos chamados a rever a nossa caminhada cristã e acolher a proposta de conversão que Jesus nos faz. Quer ainda chamar a nossa atenção para a chance que, a cada momento, nos é dada para mudarmos de vida, antes que este nosso corpo perecível se transforme em pó.

Hoje, primeiro Domingo da Quaresma, Jesus nos convida a ir com Ele ao deserto, fazer silêncio dentro de nós mesmos, ouvir sua palavra e deixar que ela ecoe em todo nosso ser, para superarmos a tentação de aceitar aquilo o que o encardido nos oferece. O que ele nos oferece é contrário à vontade, ao sonho de amor e vida que Deus tem para nós.

No deserto, Jesus venceu várias tentações. Ao se recusar a transformar pedra em pão, Ele venceu a tentação de ter comida e vida fáceis. Ao se negar a se submeter a satanás, Ele venceu a tentação de prestígio e poder. E, ao se recusar a realizar ações que distorceriam a palavra de Deus, Jesus venceu a tentação de tentar o próprio Deus. As tentações não pararam por aí, já que o diabo se afastou dEle para retornar num outro momento mais oportuno.

Na quaresma nossos corações se enchem de esperança de sermos pessoas melhores. Quem não quer ser alguém melhor? Mas infelizmente surgem muitas dificuldades, tentações para minar nossos esforços e nosso entusiasmo.

O mais importante é não desanimar!

O tempo para a conversão é agora. Na oração, no jejum e na esmola encontramos ajuda para a verdadeira conversão a Deus e ao próximo.

Nesta caminhada rumo à Páscoa, sejamos obedientes à palavra de Deus, na certeza de que o Mestre está conosco e nos ajuda a superar as tentações e dificuldades do dia a dia.

 

#28 O que você sabe sobre a Quaresma?

26 Fev

Pergunta um pouco difícil, não é?

Bem, a Quaresma é o tempo litúrgico de conversão e preparação para a grande festa da Páscoa. Ela dura 40 dias, começando  na Quarta-feira de Cinzas e terminando no Domingo de Ramos (Fonte: Wiki Canção Nova).

Em sua catequese no dia 22/02, o Papa Bento XVI enfatizou que este “(…) é um tempo de Metanóia, isto é de mudança interior, do arrependimento, o tempo que identifica a nossa vida humana e toda a nossa história como um processo de conversão e coloca em movimento agora para encontrar o Senhor nos fins dos tempos. (…) um período suficiente para ver as obras de Deus, um tempo no qual é necessário decidir-se e a assumir as próprias responsabilidades. É um tempo de decisões maduras”. 

A mensagem do Sumo Pontífice para a quaresma de 2012 se baseia neste versículo bíblico: 

«Prestemos atenção uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras»
(Heb 10, 24)

Depois das palavras do Santo Padre, o que mais posso dizer?

Aproveite o tempo quaresmal para refletir em como você tem levado a sua vida (ou se ELA tem te levado), em suas atitudes, em suas palavras, no modo como você trata as pessoas, em como está o seu relacionamento com Deus, sua vida sacramental e de oração… Reflita e tome uma decisão madura.

Decida-se por ser de Deus e viver o Seu amor!

Tenham todos uma santa e abençoada quaresma.

Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós!

LEIA TAMBÉM:

     > A Quaresma: http://www.cleofas.com.br/ver_conteudo.aspx?m=doc&cat=88&scat=105&id=292

     > Catequese de Bento XVI – 22/02/2012:     http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=285333

     > Papa sobre a Quaresma 2012:     http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=285334

#27 Campanha da Fraternidade 2012

25 Fev

No dia 22 deste mês (Quarta-feira de Cinzas) aconteceu em Brasília o lançamento da 49ª Campanha da Fraternidade. A cerimônia contou com a presença do Ministro da Saúde Alexandre Rocha dos Santos Padilha, que elogiou a iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (Leia mais em: Ministro da Saúde participa da abertura da Campanha da Fraternidade 2012).

Mas o que é a Campanha da Fraternidade (CF)?

É uma campanha criada pela CNBB que acontece todos os anos, desde 1964. A cada ano é abordado um tema concreto para levar as pessoas a refletir e reconsiderar suas atitudes com, sobretudo, o próximo e o meio ambiente (Para saber mais, confira em: http://www.catequisar.com.br/texto/colunas/juberto/14.htm).

O tema deste ano é “Fraternidade e Saúde Pública” e o lema: “Que a saúde se difunda sobre a terra” (cf. Eclesiástico 38,8). O objetivo é “refletir sobre a realidade da saúde no Brasil em vista de uma vida saudável, suscitando o espírito fraterno e comunitário das pessoas na atenção dos enfermos, e mobilizar por melhoria no sistema público de saúde” (p. 12 do Texto-Base).

O papa Bento XVI, em carta enviada à CNBB por ocasião do lançamento da campanha, manifestou o seu apoio. “De bom grado me associo à CNBB que lança uma nova Campanha da Fraternidade, sob o lema “que a saúde se difunda sobre a terra” (cf Eclo 38,8), com o objetivo de suscitar, a partir de uma reflexão sobre a realidade da saúde no Brasil, um maior espírito fraterno e comunitário na atenção dos enfermos e levar a sociedade a garantir a mais pessoas o direito de ter acesso aos meios necessários para uma vida saudável”, escreveu o papa (Leia na íntegra: Papa envia mensagem para a Campanha da Fraternidade 2012).

Neste link você acessa o texto-base da CF 2012: http://www.vicariatonorte.org.br/arq_downloads/cf2012_textobase.pdf

Leia também: CF 2012 aponta para uma das feridas sociais mais agudas de nosso país.

Assista a seguir o VT da CF 2012: 

#26 Começou a Quaresma

24 Fev

A Quaresma começou com a Quarta-feira de Cinzas!

Bem, depois eu falo sobre esse tempo litúrgico. Agora só vou deixar uma mensagem para você refletir. É uma das passagens bíblicas que eu mais gosto!

“Em nome de Cristo vos rogamos: deixai-vos reconciliar com Deus. Aquele que não conheceu o pecado, Deus o fez pecado por nós, para que nele nós nos tornássemos justiça de Deus. Na qualidade de colaboradores seus, exortamo-vos a que não recebais a graça de Deus em vão. Pois Ele diz: Eu te ouvi no tempo favorável e te ajudei no dia da salvação (Is 49,8). Agora é o tempo favorável, agora é o dia da salvação.”

(II Coríntios 5, 20-6,2)

 

Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós!